Histórias curtas


Publicado em 2015 na edição pela editora Nova Fronteira, Histórias Curtas, de Rubem Fonseca, é uma reunião de diversos contos. Desde a história do rapaz que se casou com uma negra e uma índia e depois de engravidá-las, passeava com os bebês em carrinhos que lia-se "tenho um filho de uma mulher negra e uma filha de uma mulher índia. Abaixo o preconceito racial.", até o senhor que ao completar 100 anos, decidiu comemorar de um jeito bastante peculiar... morrendo.

O livro trabalha com diversos temas, mas podemos perceber ligeira ênfase na loucura humana e no adultério. Em diversos contos tais questões são questionadas, e de tanto que a loucura apareceu, por várias vezes eu me perguntava "será que esse personagem também é louco?". 


"Não há quem não ame o perfume do próprio peido. Mas todos odeiam o das outras pessoas, acham-no de um fedor desagradável, insuportável mesmo. Até o dos respectivos consortes, com quem invariavelmente dividem o mesmo lençol. Isso é uma irrefutável prova o nosso egoísmo: o que é nosso é sempre bom, pode ser um peido ou uma xícara de café, o que é dos outros é sempre ruim, pode ser um peido ou uma xícara de café."

Li o livro em menos de três dias, mas não foi uma leitura tão agradável. De escrita simples e fluida, é fácil se prender as tramas, mas não fui cativada pelos personagens. Talvez meu erro foi ter lido tão rápido, numa tacada só, sem reservar tempo para absorver personagens e situações. No mais, por se tratar de um livro com poucas páginas, a leitura ainda assim é indicada para aqueles que querem fugir de livros contínuos.

No Skoob, dei três estrelinhas para ele. A resenha ficou curtinha, mas é só isso mesmo. Não tem muita coisa para abordar, visto que os contos não passam de duas/três páginas. É só lendo pra formar sua opinião :)

0 comentários:

Deixe seu comentário

Ei, obrigada! :)

-Retribuirei seu comentário!