O primeiro registro do nosso amor


Esse é o primeiro texto que escrevo pra você. O sentimento já existe há algum tempo, mas tentei esconder ele bem lá no fundo com medo de sofrer como aconteceu nos outros amores. Eu tive medo, sabe? Medo de me entregar, de me doar inteira e não receber nem metade. Tive medo das noites em você me protegia num abraço, dos beijos doces dados no meio das madrugadas amargas. Tive medo do amor. Mas, bom, estamos falando de mim, e hora ou outra eu ia ceder, era óbvio. E eu cedi. E agora estou aqui escrevendo bobagens que talvez você nunca leia. 

Tô aqui pra dizer que eu não canso de olhar pra nossa primeira foto juntos, não canso de olhar pra essa minha cara de boba apaixonada que mal cabe em si de tanta felicidade, não canso de olhar pra gente assim, tão juntinho, tão bem. Dá vontade de revelar um milhão de cópias e sair espalhando por aí, disseminando esse nosso amor pelo mundo.

Você me faz sentir como nunca me senti antes, por mais clichê que isso possa parecer. Você me faz tão bem, me faz ter vontade de sorrir em qualquer lugar, me faz enxergar amor em cada espacinho da vida. Essa é nossa primeira foto, o primeiro registro do nosso amor. Dá vontade de te ligar pra dizer isso. Vontade de dizer que não lavei minha fronha porque ela tá com seu cheiro, vontade de dizer que não esvaziei meu coração porque ele se inundou de você.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Ei, obrigada! :)

-Retribuirei seu comentário!